O deputado estadual Targino Machado (DEM) que é pré-candidato a prefeito em Feira de Santana, escreve hoje para os internautas do site Bahia na Política seu ponto de vista sobre o quadro político em Feira de Santana. No texto diz que teremos uma eleição diferente no município.

Veja o texto:

Posso estar enganado, enfim não raro a gente se equivoca. Mas quanto mais aproximo o olhar para a política de Feira de Santana, quanto mais converso com as pessoas de todas as classes sociais, mais me convenço que estamos diante de uma eleição diferente, onde haverá quebra de paradigmas a demonstrar que a população quer mudança de pessoas, de métodos e do modelo de administração instalado na cidade há 20 anos. Este não é um fenômeno a demonstrar somente erros de pessoas, quer administrativos ou políticos, muito mais que isso, muitas das vezes, a população cansa dos modelos instalados, das administrações e até mesmo dos políticos. Não raro, estou ouvindo as pessoas falarem que estão cansadas de alguns políticos. Nem sempre isto ocorre a demonstrar falência política ou perda de liderança, é somente fadiga e vontade de mudar.

Lembremos da vitória de Waldir Pires há 34 anos, onde ele só tinha meia dúzia de prefeitos, contra mais de trezentos prefeitos do grupo cartista. De igual modo, em 2006 Paulo Souto estava cotado para ganhar no primeiro turno, Jaques Wagner virou governador já no primeiro turno. Nas duas oportunidades foi o desejo de mudança o diagnóstico final.

Poderia elencar uma infinidade de casos, citei os retroaludidos por uma semelhança: nos dois casos o grupo político alcançado pelo sentimento de mudança estava no poder há dezesseis anos. Na política tem sido assim, quem não caí aos dezesseis anos de poder, caí aos vinte, este é o caso de Feira de Santana, no momento. Acresce-se a isto o desgaste político impressionante do prefeito Colbert Martins.

Impossível, no momento, prever o movimento que o povo fará em direção a uma escolha política para prefeito na eleição que se avizinha. Somente o desfraldar das cortinas nas campanhas políticas poderá trazer para o proscênio o protagonista da eleição. Oxalá seja escolhido o melhor, capaz de fazer as transformações em todas as áreas da administração municipal, notadamente entronizando o novo, a meritocracia e oportunidades para os jovens, tão discriminados nos últimos anos. Que venham as mudanças e que tragam esperança de isonomia nas contratações, e isto só é possível com seleção, através de concurso, para ingresso no serviço público. Como está não pode continuar. Sou da política, mas estou ouvindo as vozes roucas das ruas a gritar por mudanças. #MudaFeira.

#Targino Machado #FalouTáFalado

 

Fonte: Bahia na Política